atualidades · Educação · reflexão

Transexualidade no esporte e o pioneirismo de Tifanny Abreu

tifanny.jpg
Tifanny Abreu, imagem retirada da internet

O assunto acerca da diversidade de orientação sexual e de gênero tem se inserido cada vez mais nas mídias e debates da sociedade atual. Um acontecimento que incitou tais discussões relaciona-se à jogadora de vôlei e transexual Tiffany ter feito, em três jogos, a maior média de pontos de toda a Superliga, superando Tandara, campeã olímpica.

Primeira jogadora transexual a atuar na Superliga feminina, Tifanny Abreu marcou 39 pontos em um mesmo jogo e quebrou o recorde da principal competição nacional de vôlei — que antes pertencia a Tandara (37), mas que quase tinha sido batido nesta edição por Bruna Honório (33). Fato que atiçou ainda mais o questionamento sobre a permissão de atletas trans atuarem no esporte de alto rendimento. A performance de Tiffany recebeu ampla divulgação da imprensa e, consequentemente, eclodiram diversos debates acerca da inclusão dos transexuais no esporte olímpico.

O debate, no entanto, não deveria ser se transexuais devem ou não ser excluídos. Mas sim sobre as possíveis mudanças no regulamento para conciliar as duas partes: a inclusão de trans e uma maior igualdade de desempenho entre todas as atletas. Antes de entrar nas estatísticas do vôlei, porém, é importante entender que qualquer pioneirismo envolve polêmicas, testes, adaptações e, principalmente, conquistas. Além disso, sendo o esporte considerado como um mecanismo facilitador da inclusão de minorias na sociedade, é possível compreender a importância da representatividade que a jogadora Tifanny carrega no que tange a toda uma minoria social que luta constantemente por maiores oportunidades de inserção na sociedade. Sendo assim, essa realidade não deveria ser diferente no esporte, o qual vem se profissionalizando de forma crescente nas últimas décadas.

No entanto, a inserção de jogadoras transexuais nas modalidades femininas levanta diversos questionamentos relacionados ao futuro das mulheres cisgêneras no esporte olímpico. Por mais que ainda não existam estudos que comprovem oficialmente, um argumento muito utilizado contra a inclusão de transgêneros no esporte olímpico e o fato de que, antes da transição, o corpo usufruiu dos benefícios da testosterona, o hormônio masculino, e mesmo que ele passe a ter níveis baixos, essa mudanca nao podera ser revertida. Nesse sentido, a atuação de jogadoras transexuais, por terem condições biológicas mais favoráveis, pode desestimular a formação de atletas biologicamente nascidas mulheres.

Ainda assim, limitar o debate exclusivamente ao aspecto biológico não abrange a complexidade do tema. Transexuais encontram barreiras para conseguirem emprego, têm índices de escolaridade baixo por sofrem preconceito nas ruas e nas próprias famílias e são alvo de violência, sendo o Brasil o país que mais mata transgênero no mundo. Ver o esporte abrindo portas à uma minoria tão estigmatizada é louvável. Proibir esse acesso seria um retrocesso. Debater para que haja regras mais rígidas pode ser uma saída.

Por fim, é perceptível a necessidade de serem feitas maiores pesquisas acerca do assunto no intuito de serem obtidos dados científicos diretos que justifiquem e revelem a existência ou não de vantagens biológicas das jogadoras transexuais em relação às jogadoras cisgêneras no esporte olímpico. Além disso, deve-se ter em mente a importância do esporte como instrumento de inserção social e combate à discriminação, o qual deve ser praticado abstendo-se de posturas ideológicas, sob pena de ter toda a sua estrutura desvirtuada e comprometida.

Um comentário em “Transexualidade no esporte e o pioneirismo de Tifanny Abreu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s